Speaker

Filipa Bossuet

Utilizando a pintura, fotografia e vídeo experimental para retratar processos identitários, negritude, memória e cura, Filipa Bossuet é o culminar do interesse pelas artes, jornalismo e tudo o que a faça sentir viva. Licenciou-se em Ciências da Comunicação, é discente no mestrado de Migrações, Inter-etnicidades e Transnacionalismo e é membro da União Negra das Artes. Desde a profissionalização do seu trabalho artístico, em 2020, conta com a realização e edição do vídeo sobre a performance “Coronas in the Sky, Not a Manifesto! an essay on Afrofuturism” de Melissa Rodrigues; participação nas exposições coletivas: “Linguagens e Identidades” do Festival Rama em Flor, “Kilombo” no Espaço Alkantara com a curadoria das Aurora Negra e “Linha Imaginária” no MU.SA (Museu das Artes de Sintra), em 2021. No mesmo ano, ilustrou o livro “Sempre que Acordo” de Lara Mesquita, capa da 1ª edição do Prémio Nova Dramaturgia de Autoria Feminina, da Companhia de Teatro Cepa Torta. Desenvolveu ainda o conceito MANKAKA KADI KONDA KO que se ramifica, num primeiro momento, na sua primeira instalação a solo independente, em contexto virtual 360º,  de imersão ao espaço criativo físico e mental da artista. Em 2022, o conceito desenvolve-se numa segunda ramificação, em instalação física, presente na exposição “Interferências” no MAAT.